Entenda como funciona a manutenção preventiva e rebuild de máquinas

Categories: Tags:

manutencao-rebuild-maquinas

É comum que com o tempo de uso, máquinas em geral, como plataformas, geradores, torres de iluminação, elevadores e compressores , apresentem queda de produtividade e capacidade, demandando, assim, manutenções programadas ou até mesmo a necessidade de rebuild, para que eles se tornem como “novas” mais uma vez. Mas qual a diferença desses dois tipos de manutenção? Nesse texto vamos explicar a diferença desses dois serviços e quando contratá-los.

Assim como aparelhos celulares, televisores e outros eletrodomésticos, os fabricantes fazem a atualização periódica de componentes e sistemas de máquinas de grande porte. Mas em virtude do alto custo de uma plataforma ou de um gerador por exemplo, nem sempre é viável investir na renovação recorrente da frota, como fazemos com celulares. Por isso, manutenções, são cruciais para garantir a sua alta produtividade no dia a dia, além de maior vida útil.

De maneira simples, podemos explicar que as manutenções preventivas são executadas com o intuito de reduzir ou prevenir danos no equipamento operante. Quando as revisões são planejadas, elas acarretam resultados otimizados, sem contar que o custo-benefício é muito mais competitivo do que as manutenções emergenciais. Isso acontece porque as intervenções de última hora inviabilizam o agendamento prévio junto ao fornecedor, ou seja, tornam-se mais caras e problemáticas, sem considerar que com o equipamento fora de funcionamento, há perdas na cadeia produtiva e em casos extremos, paralisação do serviço. Dessa forma, a implantação de manutenções preventivas traz consigo inúmeras vantagens, tais como a postergação do envelhecimento e degradação dos equipamentos, diminuição das paradas, redução do risco de acidentes e minimização de custos com manutenções futuras.

Já os rebuilds pretendem recuperar e revitalizar equipamentos que estão inoperantes devido a horas de utilização, falta de peça ou manutenção, através de uma reforma geral, para que eles voltem a operar com a mesma capacidade de antes.

Os processos de rebuild revitalizam o equipamento para que ele volte à sua capacidade inicial, em condições ideais para o uso e com prolongamento da sua vida útil.  Se adentrarmos nos fundamentos da Engenharia, as manutenções preventivas e o rebuild, figuram como estratégicas no planejamento de uma organização, uma forma de renovar a frota já existente, prorrogando a troca de estoque.

 

Então, é necessário estar alerta aos sinais que o equipamento emite! Queda de produtividade ou falhas, são alguns pontos de partida para agendar uma manutenção preventiva e evitar assim um rebuild.

A Orguel possui uma equipe especializada na realização desses serviços, oferecendo mão de obra qualificada, garantindo melhora no desempenho do equipamento e consequentemente, nas operações realizadas em obras ou em qualquer outro tipo de trabalho.

Acha que seu equipamento demanda de manutenções corretivas, preventivas ou rebuild? Entre em contato com a gente e vamos solucionar o seu problema!

 

0800 200 0001 – (31) 99956 – 8984
atendimento@grupoorguel.com.br

Iluminação para as obras

Categories: Tags:

Torre de Iluminação Grupo Orguel

O início de qualquer obra requer muito planejamento e organização. Muitas vezes, o empreendimento chega ao local antes mesmo da concessionária de energia, sendo necessário um investimento alto em infraestrutura para iluminação do canteiro de obras. Essa situação é comum na construção pesada, especialmente em estradas, obras de saneamento e mineração.

Até que a rede elétrica seja definitivamente instalada, as torres de iluminação são fundamentais para garantir a segurança dos trabalhadores e também do patrimônio da empresa. Montadas sobre rodas, elas são portáteis e podem ser colocadas em pontos estratégicos como guaritas, almoxarifados, estacionamentos, túneis e rotatórias. Torre de Iluminação Grupo Orguel

Por serem de fácil locomoção, as torres de iluminação podem acompanhar o andamento da obra sem grandes trabalhos de montagem e desmontagem, além de possuírem grande autonomia de funcionamento. Compostas por quatro lâmpadas com focos independentes de 1.000 Watts cada, elas têm um consumo médio de 1,9 litros de diesel por hora e rendimento de 60 horas por tanque de combustível.

A torre proporciona uma excelente iluminação a longas distâncias por sua elevação de até 9 metros de altura e possui uma cabine de proteção contra chuvas ou acidentes. Com rotação de 360º, o equipamento permite determinar com precisão o posicionamento da luz e é dobrável para facilitar o transporte. A estrutura possui ainda eixos e chassis reforçados, mastros e estabilizadores galvanizados.

Clique aqui e conheça mais sobre essa solução disponível no portfólio do Grupo Orguel.

Soluções do Grupo Orguel em obras na Ponte Muriqui

Categories: Tags:

Ponte Muriqui - Mangaratiba/RJ

O Grupo Orguel forneceu uma solução completa para as obras na Ponte Muriqui em Mangaratiba, no Rio de Janeiro. A Companhia elaborou um projeto com (mais…)

Excelência e diversidade são destaques em obra no Rio de Janeiro

Categories: Tags:

cartafabril-02

Andaimes Multidirecional e Tubular, Plataformas Aéreas, Torres de Iluminação e Fôrmas são algumas das diversas soluções do Grupo Orguel utilizadas pela Carta Fabril, na obra de construção da sua unidade industrial, em Piraí, no estado do Rio de Janeiro. (mais…)

EQUIPAMENTOS DO GRUPO ORGUEL NO AEROPORTO DE CONFINS (MG)

Categories: Tags:

confins-1

O Grupo Orguel está presente nas obras de ampliação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Atualmente, é uma das obras de infraestrutura mais estratégicas de Minas Gerais.

As obras do Terminal 2 do aeroporto tiveram início em outubro de 2015, com a instalação do canteiro de obras, e a previsão é de que sejam concluídas até (mais…)

ORGUEL PRESENTE NA PERFURAÇÃO DE UM DOS TÚNEIS DA TRANSOLÍMPICA

Categories: Tags:

A Orguel esteve presente na perfuração de um dos túneis da via expressa com uma Torre de Iluminação e um Gerador 700 KVA. A Transolímpica vai ter 25 km de extensão e vai ligar Deodoro ao Recreio dos Bandeirantes.


orguel-transolimpica-1

orguel-transolimpica-2

Clique aqui e confira o vídeo na íntegra que saiu no RJTV 1ª Edição.