EPIs e instruções de saúde no combate ao COVID nos canteiros de obra

Categories: Tags:

Durante a pandemia do COVID 19, alguns serviços foram definidos como essenciais à manutenção da economia e das necessidades básicas da sociedade, como é o caso da construção civil. Por conta disso, podem funcionar respeitando as recomendações da OMS/Ministério da Saúde são elas:

– Lavar bem as mãos, roupas e utensílios sempre que possível com água e sabão ou detergente de preferência

– Utilizar álcool em gel 70% sempre que possível para higienizar as mãos, teclados, corrimões, EPIs etc.

– Recentemente foi determinado com item obrigatório em algumas cidades brasileiras, o uso de máscaras em todos os lugares.

Fonte: Anvisa

Além das recomendações da OMS e do Ministério da Saúde, preparamos algumas dicas importantes para preservação da saúde e segurança dos colaboradores nos canteiros de obra, colocando em prática todas as recomendações:

  1. Manter todos informados e incentivar os cuidados com a contaminação é muito importante para garantir o funcionamento das medidas, por isso, sempre deixe visível cartazes e ilustrações com as informações sobre a doença ou as medidas a serem tomadas por exemplo.

 

  1. Para regular e manter a distância entre as pessoas, marcações no chão em locais de fila como a entrada, refeitório e vestiários, garante que todos obedeçam às limitações de proximidade.

 

  1. Pensando em prevenir a aglomeração, medidas como revezamento de pessoas no refeitório ou em equipamentos (como Elevadores) e aumentar a distância entre os acentos nas mesas de alimentação são muito importantes.

 

  1. Limpeza do canteiro de obra, torneiras, lavatórios, mesas, armários, ferramentas e EPIs é uma das maneiras mais eficazes de evitar a contaminação pela doença.

 

  1. Medir a temperatura dos operadores sempre quando chegarem pode ser uma medida de extrema eficácia na detecção de possíveis contaminados, uma vez que, um dos principais e mais comuns sintomas da doença é a febre alta.

 

  1. Ficar sempre atento a possíveis sintomas (como tosse, falta de ar e febre alta) apresentados pelos colaboradores, pode ajudar a afastá-lo do local de trabalho a tempo, evitando a contaminação generalizada.

Com essas dicas, fica mais fácil colocar em prática as recomendações de saúde e segurança na construção civil. Assim, com todos fazendo a sua parte, evitamos mais contágios à COVID19 e contemos a disseminação da doença sem parar os serviços essenciais, além de contribuir para a movimentação da economia e manutenção dos trabalhos no país.

 

Fontes:

https://cbic.org.br/covid-19-construcao-civil-amplia-esforco-na-protecao-do-trabalhador/

https://abrasfe.org.br/covid-19-construcao-reforca-medidas-de-seguranca-e-saude-do-trabalhador/

https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46540-saude-anuncia-orientacoes-para-evitar-a-disseminacao-do-coronavirus

Política brasileira e seus reflexos na construção civil

Categories: Tags:

Fonte: Portal Rede GPN

Nos últimos meses a economia vem reagindo de maneira positiva à profunda crise que o país atravessa. Recentemente, com o período eleitoral (mais…)