Uma gigante do Rio Xingu. Excelência do Grupo Orguel na construção de Belo Monte

Entenda o projeto

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte, localizada no Rio Xingu, entre as cidades de Altamira e Vitória do Xingu, no Pará, é considerada a maior obra de engenharia já realizada no Brasil e uma das maiores do mundo. É também a terceira maior usina em capacidade de execução no Planeta, atrás apenas da Usina de Três Gargantas, na China, e da Usina de Itaipu, na divisa do Brasil e Paraguai. Em virtude do forte apelo socioambiental, a usina foi planejada para operar em regime de fio d’água, o que significa a inexistência de grandes reservas de água, ou ainda operar com um reservatório em dimensões reduzidas. Essa é uma tendência a ser adotada em futuros projetos desse tipo.

Tudo o que se refere a Belo Monte impressiona: desde a sua extensão, passando pelos custos envolvidos em sua construção, à quantidade de trabalhadores que realizaram um forte movimento migratório para a região. Na época, o Engenheiro Eletricista Corporativo do Consórcio Construtor de Belo Monte, Antônio Domingos Júnior relatou: “O grande problema de prover energia para uma obra como Belo Monte está no desafio logístico, na grande distância entre os canteiros e principalmente pela falta de recursos, devido ao fato de estar situada no interior do Pará”.

A previsão é que a usina entre em plena operação em 2019, quando as 24 turbinas estarão funcionando ininterruptamente. De acordo com o planejado, até lá a hidrelétrica do Xingu estará apta a gerar 11.233,1 MW, energia essa suficiente para atender em média 60 milhões de pessoas, nos 17 estados brasileiros atendidos pelas concessionárias de energia que adquiriram o direito de explorar Belo Monte.

Demanda Grupo Orguel

O Grupo Orguel foi convidado a participar do projeto de Belo Monte, por ter atendido com excelência, uma das empresas do consórcio construtor. Assim, à Companhia, coube a responsabilidade de prover uma solução completa de energia e elevação para os pontos mais críticos da obra: frentes de trabalho, dormitórios, restaurantes, escritórios e canteiros. Além disso, para o desmanche de rochas, havia a necessidade de ar comprimido fornecido pelos compressores, enquanto as bombas submersíveis realizavam o bombeamento dos canais e desvios do Rio Xingu.

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte, uma das maiores obras de engenharia da história recente do Brasil, é um fato histórico. É impossível mensurar o quanto essa obra significou para o Brasil e para as pessoas envolvidas em sua construção. Ter expertise para vencer tamanho desafio, com know-how, equipamentos e mão de obra qualificada, eram requisitos que foram atendidos com louvor pela Companhia. Célio Sebastião da Costa, que atuava como Chefe de Elétrica do Sítio Pimental disse o seguinte: “Belo Monte é um projeto arrojado e por isso, precisa contar com parceiros arrojados também.”

Esse é mais um grande projeto que contou com a presença do Grupo Orguel e corrobora a expertise da Companhia em oferecer há mais de 54 anos, soluções de engenharia para os diversos desafios dos nossos clientes.

  • Desafio
  • Solução
  • Responsável

As obras de Belo Monte não consistiram em construir um único empreendimento. Era um projeto estruturado em várias etapas que relacionavam entre si: obras de infraestrutura, os canais de derivação, a Barragem do Sítio de Pimental, a vila residencial, os acessos também conhecidos como Travessões, um porto, e a própria obra.

Nesse sentido, em um esforço conjunto, a fim de apoiar as equipes mobilizadas no processo, foi necessário fixar uma base ainda mais próxima do imenso canteiro de obras de Belo Monte, uma vez que o suporte era oferecido pela filial Recife. Assim, a filial Altamira foi inaugurada. A nova unidade de negócio serviu como ponto estratégico da Companhia, alocando os recursos humanos e técnicos indispensáveis à dinâmica exigida pelo projeto.

No auge da obra, o Grupo Orguel forneceu mais de 70 equipamentos, entre Geradores, Torres de Iluminação, Plataformas Aéreas, Compressores e Bombas Submersíveis. E para que as obras não fossem prejudicadas por falta das soluções, foi necessário estruturar um projeto de logística que assegurasse que peças de reposição ou novos equipamentos chegassem no menor tempo possível à região, que é de difícil acesso.

Por estar localizada no Rio Xingu, com dificuldades de acesso, comunicação e estrutura básica, todo o processo envolveu intenso planejamento e uma criteriosa escolha de empresas parceiras para fornecer os insumos à sua construção. O Grupo Orguel, sempre referência em soluções de qualidade e excelência, foi convidado pelo consórcio para resolver os problemas nos pontos mais nevrálgicos dos canteiros.

A usina de Belo Monte é sinônimo de imensidão: quer seja de trabalhadores envolvidos em sua concepção e construção ou ainda do seu tamanho gigantesco. Para representar os diversos colaboradores do Grupo Orguel envolvidos nesse projeto, três profissionais que vivenciaram de perto o dia a dia dessa obra histórica, relatam a sua experiência.

Alex Abdo "As pessoas fazem a diferença. Trabalhamos o tempo todo com foco no cliente. Todos os envolvidos no processo sabiam exatamente o que fazer, qual a expectativa do cliente, suas responsabilidades e seus deveres. Após esse desafio, me senti de alma lavada e com a sensação de dever cumprido com a Companhia e com o cliente. Mas o mais importante que levo de aprendizado é que quando as pessoas querem, as coisas acontecem. Sou muito grato a toda equipe que participou desse projeto e, embora muitos não estejam mais conosco no Grupo Orguel, o seu comprometimento foi fundamental para que tudo transcorresse da melhor forma possível."Alex Abdo - Gerente da Unidade Belo Horizonte
Edvânio Cunha "O projeto Belo Monte foi a oportunidade de ver na prática o que o trabalho em equipe, planejamento e dedicação são capazes de fazer. Um dos grandes desafios foi provar ao cliente que, mesmo em meio às dificuldades que a obra impunha, o Grupo Orguel foi capaz de manter suas soluções disponíveis em tempo integral. Foi uma oportunidade ímpar de desenvolver novas competências e habilidades, o que favoreceu o meu crescimento como profissional e pessoa. Há em mim um profundo sentimento de dever cumprido. Essa obra ficará para a posteridade e o que me enche de orgulho, é que o Grupo Orguel fez parte disso."Edvânio Cunha - Especialista de Vendas | Unidade Ribeirão Preto
Kelson Amarante "O convite para participação no Projeto Belo Monte confirmou que o caminho da parceria em empreendimentos anteriores foi fundamental para o êxito do Grupo Orguel. Também serviu de grande aprendizado para o Grupo e também para mim, no que tange a atendimento a projetos desse porte. Sou grato ao Grupo Orguel por ter me dado a oportunidade de vivenciar esse desafio. Agradeço também aos meus colegas de trabalho, que na época não mediram esforços para que o atendimento a Belo Monte fosse pautado pela qualidade e excelência. E claro, a todos os amigos que fiz em Belo Monte, e de forma especial, ao Engenheiro Francisco, mais conhecido como ‘Chico da Elétrica’, que prematuramente partiu antes de Belo Monte ser entregue."Kelson Amarante - Especialista de Vendas | Unidade Belo Horizonte

Outros Cases